STF decide se vai mandar político vagabundo pra cadeia sem aval do congresso

Vagabundo vai dormir na cadeia

STF decide se vai mandar político vagabundo pra cadeia sem aval do congresso

STF decide se vai mandar os vagabundos pra cadeia.

Uma realidade que parece mais uma utopia no país que é o paraíso dos

políticos ladrões

STF decide se vai mandar político vagabundo pra cadeia sem aval do congresso

A maior corte de nosso país, o Supremo Tribunal Federal  STF, ja deu ares de que, poderá mandar os bandidos da política para cadeia!

O que eles irão votar é o afastamento imediato dos meliantes investigados pela justiça.

E, estando afastado, automaticamente perdem a sua imunidade parlamentar e poderão ver o sol nascer quadrado.

Isso mostra que, a nossa justiça começa ouvir as vozes que vem da rua, que pede, o fim da impunidade

STF decide se vai mandar político vagabundo pra cadeia sem aval do congresso

Os 11 ministros da Corte se reúnem em plenário para discutir o procedimento a ser adotado nessas

situações. Autores da ação, os partidos PP, PSC e SD querem que a palavra final sobre o

afastamento seja sempre do Legislativo.

 

STF decide se vai mandar político vagabundo pra cadeia sem aval do congresso

Decisão deverá impactar destino de Aécio Neves (PSDB-MG), afastado do mandato em setembro pela Primeira Turma da Corte. Ao longo do processo, órgãos mudaram de posição. O Supremo Tribunal Federal (STF) deverá definir nesta quarta-feira (10) se a própria Corte tem poder para suspender o mandato deparlamentares.

A posição do Congresso mudou desde o início do processo. No ano passado, quando se

manifestaram pela primeira vez sobre a questão, Câmara e Senado apenas pediam que, em caso

de afastamento pelo STF, a medida deveria ser submetida em até 24 horas para confirmação ou

rejeição pelos próprios deputados ou senadores.

Esse é o procedimento usado quando o Supremo manda prender parlamentares, na única hipótese

em que isso é permitido pela Constituição: quando um deputado ou senador é flagrado cometendo

um crime inafiançável. Nessa situação, o congressista só vai para a cadeia com aprovação da

maioria de seus pares

Em novos pareceres enviados neste mês ao STF, o Legislativo endureceu a posição, para proibir o

STF de determinar afastamento ou qualquer outra medida alternativa à prisão sobre parlamentares.