PT surpreende e deve lançar Lula como pré-candidato à Presidência já no início do ano

Confira!

O Na Mira da Notícia com as últimas notícias do dia.

O ano está chegando ao fim e os planejamentos para 2017 estão sendo feitos. Na política não é diferente. O Partido dos Trabalhadores (PT), por exemplo, já sabe o que fazer no primeiro semestre: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será lançado como pré-candidato oficial do partido à Presidência da República nas eleições de 2018.

Segundo o Estadão, veículo que divulgou a notícia, O PT tem dois objetivos com a candidatura de Lula: o primeiro objetivo é aproveitar a baixa popularidade do atual presidente Michel Temer (PMDB) e o outro é reforçar a defesa de Lula nos cinco casos em que é réu – quatro destes casos são da Operação Lava Jato.

Candidato

O óbvio aponta para o fato de que Lula será o candidato do PT nas eleições presidenciais de 2018. O ex-presidente só não poderá concorrer caso seja condenado em um dos cinco casos em que é réu.

A defesa de Lula tem seguido a linha de que o ex-presidente é perseguido pelo juiz federal Sérgio Moro, que julga os casos da Operação Lava Jato em primeira instância. Com a confirmação da pré-candidatura de Lula, uma eventual prisão dele faria a defesa reforçar os argumentos de que há uma perseguição política.

Lula costuma aparecer bem nas pesquisas de intenção de votos para a Presidência da República. No último levantamento, o ex-presidente aparece na liderança do primeiro turno em todos os cenários possíveis.

Apesar de ter o nome associados a diversos escândalos políticos, Lula segue forte diante da opinião pública e se dá melhor do que os tucanos Geraldo Alckmin, José Serra e Aécio Neves, que são apontados como os principais rivais.

Apesar de liderar o segundo turno, Lula perderia a disputa para Marina Silva (Rede) no segundo. Isso aconteceria devido a rejeição ao ex-presidente, que é tão grande quanto o apoio que recebe de parte da população.

Luiz Inácio Lula da Silva foi presidente do Brasil entre 2003 e 2010. Durante os seus governos, o Brasil viveu bons momentos econômicos e sociais. Para os aliados, Lula foi o responsável por tudo isso.

Para os adversários, o ex-presidente apenas seguiu as políticas de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e apostou no populismo, com programas sociais como Bolsa Família.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *