“Provem uma corrupção minha que eu irei a pé para ser preso”, diz Lula. Confira no vídeo!

Ex-presidente fez um longo pronunciamento em que ele chegou a chorar diante de militantes e de jornalistas, que não puderam fazer perguntas.

https://youtu.be/t2cGExM5iuU

No dia seguinte à apresentação da denúncia que o acusa de ser o comandante do esquema de corrupção da Petrobras, o ex-presidente Lula disse na quinta (15) que os procuradores estão em uma enrascada porque inventaram uma mentira para tirá-lo da eleição de 2018

“Ontem, eu fui vítima de um momento de indignação e descobri que tanto os meus acusadores quanto uma parte da imprensa brasileira estão mais enrascados e mais comprometidos do que eles pensam que eu estava. Porque eles construíram uma mentira, construíram uma inverdade, como se fosse o enredo de uma novela e está chegando o fim do prazo. Afinal de contas, já cassaram o Cunha, já elegeram o Temer pela via indireta com o golpe, já cassaram a Dilma, agora precisa concluir a novela. Quem é o bandido e quem é o mocinho? Vamos agora dar o fecho, acabar com a vida política do Lula porque não existe outra explicação para o espetáculo de pirotecnia feito ontem”, disse Lula.

“Quem mentiu está numa enrascada”

“Me dedicaram um apartamento que eu não tenho, me dedicaram uma chácara que não é minha, me dedicaram até de ser o comandante maior de todo o processo de corrupção da Petrobras. Eu não tenho prova, mas eu tenho convicção. Eu tenho convicção que quem mentiu está numa enrascada”.

“Provem uma corrupção minha que eu irei a pé pra ser preso”

“Ontem eu não quis ficar zangado. Eu só não compreendia o porque daquilo. Eu só não compreendida como você convoca uma coletiva gastando dinheiro público no hotel, montando uma estrutura para apresentar a prova de um crime e dizem: não tenho crime, eu tenho convicção. Eu não tenho prova, mas tenho convicção. Provem, provem uma corrupção minha que eu irei a pé pra ser preso. Às custas do que vender um produto que não tem como entregar? Desgastar minha imagem? Bobagem, bobagem. Eu tinha que fazer essa declaração para vocês e tinha a orientação dos advogados para tomar cuidado com as palavras e eu tenho sempre cuidado com as palavras pra não criar nenhum problema”.

“Analfabeto político”

“Ontem eu vi eles falar dos partidos políticos, dos governos de coalizão. Vocês sabem que muita gente que tem diploma universitário que fez concurso é analfabeto político. O cara não entende do mundo da política. não tem noção do que é um governo de coalizão. Ele não tem noção do que é um partido ser eleito com 50 deputados de 513 e que tem que montar maioria. É o mesmo problema de qualquer instituição. Como é que o procurador Janot montou a sua equipe? Como é que ele montou? Como é que monta a sua equipe o delegado da Polícia Federal? Como é que monta a sua equipe qualquer um nesse país?”

“A profissão mais honesta é a do político”

“Eu de vez em quando falo que as pessoas achincalham muito a política, mas a profissão mais honesta é a do político. Sabe por quê? Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem que ir pra rua encarar o povo, e pedir voto. O concursado não, se forma na universidade, faz um concurso e tá com emprego garantido o resto da vida. O político não. Ele é chamado de ladrão, é chamado de filho da mãe, é chamado de filho do pai, é chamado de tudo, mas ele tá lá, encarando, pedindo outra vez o seu emprego e muitas vezes consegue, outras vezes não consegue”.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *