Policiais encontram bebê enterrado vivo dentro de matagal no estado do Paraná

Confira!

Uma vida recém gerada é algo tão sensível, pequeno e ao mesmo tempo tão cheio de vida, não é? As vezes não imaginamos como o mundo pode ser tão cruel com elas. E pior: como uma mãe pode ser tão cruel com seu filho também.

Policiais militares do município de Laranjeiras do Sul, no estado do Paraná, encontraram em uma toca de tatu algo que não esperavam ver ao longo de sua carreira profissional: um bebê recém-nascido enterrado.

O bebê estava parcialmente enterrado e só foi encontrado vivo por estar com o cordão umbilical ainda preso. Ele permaneceu abandonado por cerca de 24 horas. Assim que encontrado, foi levado imediatamente ao hospital pesando 2,8 quilos e 46 centímetros.

ftg

De acordo com o Tenente Paluch que estava entre os policiais no momento do resgate, contou que alguns vizinhos perceberam uma mulher grávida sair de casa e retornar horas depois com as roupas sujas de sangue e a barriga em tamanho menor.

Assim que estranharam o ocorrido, resolveram investigar. Apenas 24 horas depois, os moradores encontraram o corpo do bebê enterrado apenas com a cabeça para fora em um matagal. O local ficava em torno de 100 metros da casa de Lucinda.

ft

Quando os PM’s chegaram para o resgate, ouviram o choro da criança assim que ela foi pega nos braços de um deles. Moscas estavam sobre a cabeça dela e havia terra em sua boca. No hospital seu cordão umbilical foi cortado, e a criança passa bem.

ft

De acordo com o médico obstetra da Maternidade Curitiba em entrevista pela reportagem da Tribuna, alegou que o bebê só sobreviveu por conta do cordão umbilical que impediu a criança de perder sangue. Além disso, não passou fome por ainda ter os nutrientes armazenados no organismo. E o mais surpreendente é que o buraco onde estava enterrado o protegeu do frio.

ft

Assim que o bebê foi deixado no hospital, os policiais foram imediatamente atrás da mulher, que foi encontrada em um bar. Lucinda Ferreira Guimarães, de 40 anos, estava em estado de choque e foi presa sem conseguir dizer uma só palavra. De início, chegou a negar o ocorrido. No hospital, porém, durante o exame houve indícios de que ela teria dado a luz em poucas horas.

Entre as poucas frases com nexo da mulher, dizia que não podia ter um filho porque já era mãe de outros quatro filhos e que este bebê não era filho do seu atual marido. Lucinda foi presa em flagrante por tentativa de homicídio.

Que esta criança tenha uma recuperação saudável e seja feliz com uma família que dê o amor que tanto merece.

(Via agência de notícia)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *