PAIS PEDEM PERMISSÃO A RELIGIOSOS PARA MATAR ESPOSAS E FILHAS EM ALEPPO

Tropas sírias estariam capturando mulheres e estuprando antes de matar.

O Na mira da notícia traz pra você as últimas notícias do dia.

Um dos maiores genocídios dos últimos tempos está acontecendo na cidade Síria de Aleppo, Segundo reportagem publicada no jornal “O Globo”, pais estariam pedindo permissão a lideranças religiosas da cidade para que possam matar suas filhas, mulheres e irmãs. O motivo dos assassinatos, seriam as invasões das forças do regime de Bashar al-Assad, que quando encontram mulheres capturam e estupram sem a menor piedade.

A história dos assassinatos ganhou força e repercussão mundial, após a divulgação nas redes sociais da carta de uma enfermeira que teria se suicidado na região. Segundo a carta, a mulher prefiria o suicídio, do que a possibilidade de cair “nas mãos de animais”, que são os soldados da milícia libanesa adeptos do Hezbollah.

Ainda nas redes sociais, vários relatos desesperadores de mulheres podem ser lidos, a medida que as tropas sírias se aproximam de suas casas. Trazendo para os olhos do mundo, o drama e o desespero de uma região dominada por conflitos.

Segundo um jornal inglês, somente nessa segunda-feira (12), as forças sírias capturaram, estupraram e mataram 80 pessoas entre mulheres e crianças na cidade de Aleppo.

 

(Via agência de notícia)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *