Mulher achava que estava grávida, mas recebe a pior notícia após exames. Você não vai acreditar!

Confira!

Na Mira da Notícia trazendo informações pra você.

A vida de Alice Hall, 20 anos, de Herefordshire, Reino Unido, sofreu uma reviravolta em apenas oito semanas. Certo dia, a jovem começou a se sentir enjoada e decidiu fazer um teste de gravidez. O exame constatou que ela estava grávida. Dias depois, para tirar a prova, consultou um médico que deu o mesmo veredito. Começaram, então, os preparativos para receber o bebê.

No entanto, oito semanas depois, ela começou com um sangramento e correu para o hospital para verificar se estava tudo bem com o bebê. Os médicos, infelizmente, disseram que ela teve um aborto espontâneo. Contudo, ficaram intrigados quando foi feito um outro teste de gravidez que deu positivo. Após vários testes, chegaram à conclusão: ela tinha neoplasia trofoblástica gestacional.

Essa condição fez com que um tumor crescesse no útero dela. “Meu útero acreditava que havia um bebê lá e meu corpo me trazia os sintomas de uma gravidez”, disse a jovem ao jornal The Mirror. Após um raio-X, descobriram que o câncer era do tamanho de um feto e que era malígno.

Alice, então, foi internada e começou um tratamento com quimioterapia para impedir que o câncer crescesse de tamanho. No entanto, o que parecia ruim, piorou. Certo dia, ela acordou com muita dor, como se fosse a do parto. “Fui levada ao hospital e me disseram que teria que dar à luz ao meu tumor, que pesava quase 450 gramas. Foi muito traumático”, disse.

Após 30 horas de sofrimento, o tumor saiu do corpo dela. Meses depois, um novo exame confirmou que o câncer estava em remissão. Ela e o marido, segundo a publicação, planejam tentar ter um filho assim que estiver totalmente curada.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *