Moscou dá adeus ao embaixador que foi assassinado na Turquia. Confira no vídeo!

Andrei Karlov discursava em exposição dedicada à Rússia quando foi alvejado. Veja no vídeo!

O Na Mira da Noticia traz pra você as últimas notícias do dia.

A cerimônia fúnebre de despedida do embaixador russo está marcada para esta quinta feira (22) na capital russa, Moscou. O presidente do país, Vladimir Putin, deverá estar presente. Andrei Karlov, embaixador russo na Turquia, foi morto por um atirador em 19 de dezembro. O presidente adiou a coletiva anual de imprensa que concederia nesta quinta-feira (22) para a sexta-feira (23).

No momento do atentado, o embaixador Andrei Karlov estava pronunciando um discurso de inauguração de uma exposição fotográfica dedicada à Rússia. No meio da palestra, veio o primeiro disparo, que fez o embaixador cair no chão.

Depois, vieram outros vários disparos, todos realizados por um homem magro de terno e gravata, que tinha estado uns metros por trás de Karlov. Moscou imediatamente classificou o atentado como terrorista.

O diplomata foi atingido e foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho. Nenhum dos feridos está em estado grave, segundo o ministro do Interior.

O prefeito de Ancara, Melih Gokcek, afirmou em sua conta no Twitter que o atirador era um policial. A informação foi confirmada pelo ministro do Interior. A agência Reuters havia informado anteriormente que o atirador entrou na galeria com uma identificação da polícia.

No entanto ainda não ficou claro se ele era um policial da ativa. De acordo com alguns jornais turcos, ele seria um ex-policial do batalhão de choque, sendo um dos milhares de militares afastados depois do golpe de estado frustrado de julho.

O ataque ocorreu na véspera de uma reunião em Moscou entre os ministros das Relações Exteriores da Rússia, Irã e Turquia para tratar sobre o cessar-fogo em Aleppo, ao norte da Síria.

Após disparar contra Karlov, Altintas aparece fazendo um discurso para as câmeras. “Não se esqueçam de Aleppo, não se esqueçam da Síria! A menos que todos nós estejamos seguros, vocês não sentirão segurança. Saiam, saiam! Todos aqueles responsáveis por essa opressão e tortura, pagarão por isso”, disse o atirador.

Por fim, o atirador ainda gritou “Alahu Akbar” (Deus é Grande, em árabe), antes de ser morto pelas forças de segurança.

De acordo com a CNN Turk, a polícia turca deteve a irmã e a mãe do atirador. A emissora disse que as duas mulheres foram detidas na província de Aydin, no sul da Turquia.

Embaixador

Nascido em 1954, Andrei Karlov foi nomeado para o cargo em Ancara em julho de 2013.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *