Médico “se cura” de reumatismo e abre clínica que faz terapia com ventosas

Um médico da Jordânia abandonou a medicina moderna para se dedicar aos tratamentos alternativos, depois de, como ele conta, ter se beneficiado pessoalmente de uma antiga terapia médica chamada hijama.

A técnica se baseia em fazer pequenos cortes na pele e colocar um copo em cima das lesões, criando um vácuo que suga a pele e o sangue da região dolorida.

A terapia é parecida com o tratamento usado pelo nadador Michael Phelps nas Olímpiadas de 2016, o cupping, onde o vidro é usado como ventosa para ajudar a soltar os músculos e tendões. Mas no método adotado pelo atleta não são feitos cortes na pele.

Yaseen Khdayrat, clínico geral, sofria de reumatismo. Tentou curar a doença com tratamentos modernos diversas vezes, mas, sem ter sucesso, buscou respostas alternativas. Assim que começou a fazer hijama, ele afirma que melhorou e decidiu abandonar as técnicas médicas convencionais para se dedicar a divulgar e aplicar o tratamento.

Encontramos dificuldades em espalhar a medicina alternativa, há um fosso cultural entre as pessoas e as práticas. Há uma suspeita por não ser um medicamento feito e supervisionado pelo Ministério da Saúde e comitês médicos” 

O médico abriu sua clínica de hijama há três anos em Zarqa, cerca de 20 km de Amã. Khdayrat estima que há dois ou três médicos em cada cidade na Jordânia que praticam medicina alternativa. E os pacientes afirmam que a técnica gera bem estar e energia, tirando o cansaço e as dores do corpo. Você experimentaria?

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *