Hillary culpa diretor do FBI por derrota em eleição à Casa Branca

Hillary era considerada favorita para vencer a eleição presidencial e liderava em praticamente todas as pesquisas nacionais

illary Clinton atribuiu sua derrota na eleição presidencial ao diretor do FBI, James Comey, que, 11 dias antes do pleito, anunciou novas investigações sobre o uso de um servidor privado de e-mail por parte da democrata.

As declarações foram dadas neste sábado (12) durante uma conferência telefônica com seus principais doadores. Segundo participantes do encontro, Hillary disse que a decisão de Comey ajudou a reviver a controvérsia em torno do uso de um e-mail pessoal enquanto era secretária de Estado (2009-2013), impedindo-a de terminar a campanha com um tom otimista.

“Existem muitas razões pelas quais uma eleição como essa não foi bem-sucedida”, disse Hillary segundo um participante ouvido pelo jornal “The New York Times”. “Nossa análise é de que o anúncio de Comey levantou dúvidas infundadas e interrompeu nosso impulso final.”

Hillary era considerada favorita para vencer a eleição presidencial e liderava em praticamente todas as pesquisas nacionais. A democrata teve derrotas surpreendentes, como no Estado de Wisconsin, que não elegia um candidato republicano desde 1984.

A investigação sobre os e-mails de Hillary, que havia sido encerrada em julho, foi reiniciada quando e-mails seus foram descobertos durante a apuração de um caso “não relacionado”. As mensagens, contudo, pareciam “pertinentes à investigação”, segundo Comey. Por conta disso, ele foi criticado por uma suposta interferência no andamento das eleições ao expor Hillary.

A democrata afirmou também que o segundo anúncio de Comey, dois dias antes do pleito, teria sido ainda mais prejudicial. Na oportunidade, o diretor do FBI disse que um exame de e-mails encontrado no computador de Anthony Weiner, ex-marido de uma de suas principais assessoras e envolvido em escândalos sexuais, não o tinha levado a mudar sua conclusão anterior, de que Hillary não deveria ser acusada de manipular informações confidenciais. Weiner é acusado de trocar mensagens e enviar fotos eróticas a uma menina de 15 anos. De acordo com sua campanha, o resultado, aparentemente positivo, na verdade prejudicou Hillary com relação a eleitores que não confiavam nela e eram receptivos às afirmações de Trump de um “sistema fraudado”.

Em particular, as mulheres suburbanas brancas que estavam indecisas e foram lembradas do imbróglio com relação ao uso do servidor privado.O FBI não se manifestou sobre as declarações de Hillary até a noite deste sábado. Com informações da Folhapress.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *