Bomba!Aparece o cheque da propina da Andrade Gutierrez em nome de Temer e não do PT

Confira!

O Na mira da notícia traz pra você as últimas notícias do dia.

O advogado Flávio Caetano, representante  jurídico de Dilma Rousseff, divulgou hoje a petição apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral pedindo o inquérito e o indiciamento de Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez em crime de falso testemunho, por ter dito, em juízo, que doara R$ 1 milhão à sua  campanha de reeleição.

Nela, Dilma junta dois documentos inquestionáveis: o cheque passado pelo senador Eunício de Oliveira, tesoureiro das contas de Michel Temer e o termo de doação, feito pelo PMDB, ao transferir os recursos para a campanha, declarando que aquele valor provinha da Andrade Gutierrez:

OS DOCUMENTOS COMPROVAM QUE NÃO HOUVE TRANSFÊRENCIA DE R$ 1 MILHÃO DO DIRETÓRIO NACIONAL DO PT À CAMPANHA DE DILMA.
O QUE HOUVE FOI A TRANSFERÊNCIA DE R$ 1 MILHÃO DE REAIS, EM 14 DE JULHO DE 2014, DA CONTA DO DIRETÓRIO NACIONAL DO PMDB PARA A CONTA ELEIÇÃO 2014 MICHEL TEMER VICE-PRESIDENTE, TENDO ANDRADE GUTIERREZ COMO DOADOR ORIGINÁRIO.
OU SEJA: CONFIRMANDO A FALSIDADE DA DECLARAÇÃO DO SR. OTÁVIO AZEVEDO, NÃO HOUVE A TRANSFERÊNCIA DE SUPOSTOS RECURSOS “ILICITOS” DE R$ 1 MILHÃO DE REAIS DO DIRETÓRIO NACIONAL DO PT, VIA DOAÇÃO DA ANDRADE GUITERREZ, PARA A CAMPANHA DE DILMA.

Azevedo tinha dito que estes R$ 1 milhão teriam sido entregues ao PT, antes do processo eleitoral, em razão de “pressões” e, depois, transferidos para a campanha de Dilma.

Dilma comprovou a origem lícita do dinheiro, que não veio do PT, mas da própria conta eleitoral de Michel Temer.

Como, quando e porque a Andrade Gutierrez doou-lhe, se foi legalmente, caberia a ele demonstrar.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *