Após foto com Aécio, Lula volta a pedir afastamento de Moro

Defesa de Lula argumenta que juiz de Curitiba não tem a isenção necessária para julgar o ex-presidente

O Na mira da notícia traz pra você as últimas notícias do dia.

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva pediu, mais uma vez, o afastamento do juiz federal Sério Moro, da condução dos processos da Operação Lava Jato. A defesa do ex-presidente já havia protocolado um pedido de suspeição, alegando que os procuradores que fizeram a denúncia deixaram de observar garantias fundamentais de Lula e Marisa e que, por conta disso, não poderiam continuar tocando o processo sob pena de comprometer o próprio resultado justo da ação penal. Sobre o pedido de suspeição de Sérgio Moro, especificamente, os argumentos usados foram de que o juiz  perdeu a imparcialidade para o processo em relação a Lula e seus familiares, com a condução coercitiva de Lula no dia 4 de março, a interceptação telefônica, a divulgação de conversas do petista e a participação de Moro em eventos com grupos políticos contrários a Lula.

Esse último item volta à pauta depois que foi amplamente divulgada a foto do magistrado com o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, durante um evento em São Paulo na última terça-feira (6). A  referida imagem foi anexada a um processo que a defesa do petista move contra o juiz de Curitiba. A defesa de Lula alega que a foto mostra “clara relação de proximidade e confraternização com Aécio Neves, notório adversário político do primeiro peticionário (Lula)”. A argumentação é de que esses fatos comprovam a tese de que o magistrado “não possui as necessárias isenção, equidistância e imparcialidade para julgar os fatos atinentes aos peticionários”.

(Via agência de notícia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *